quinta-feira, 4 de agosto de 2011

 
Ninguém sabe o que as lágrimas vertem,
Em sua escuridão noturna,
Em suas reviravoltas,
Nuances de paisagem própria,
Amargas conjecturas,
Que falam por elas...

Ah, ninguém sabe o que as lágrimas carregam
Nas esquinas desconexas da vida,
Longo é o caminho
De quem dialoga sozinho,
 Com o peito em chamas,
 Possuidor de especial bússola,
Alma estrangeira
Em terra estranha,
A sua separação
A desconecta de tudo...

É,ninguém sabe o que as lágrimas dizem
Soterradas por tantas marcas,
Sinal visível no olhar,
Que se aprofunda na terra,
Trespassa paredes,
Enxerga um mundo
Desconhecido por todos,
 Estrela estranha e única
Solitária estrada
De quem sente,
De quem vê demais.

 Sim, ninguém sabe o que as lágrimas vertem...


Milene.

17 comentários:

  1. Quando o sentimento vira mar e a maré sobe, difícil saber o que de nós transborda...

    Sim, ninguém sabe o que as lágrimas vertem...

    Belíssimo poema!!

    ResponderExcluir
  2. Ninguém compreenderá o que as lágrimas tem a dizer. Se por acaso alguém vier a desvendar tal mistério, será quem sentiu o sabor agridoce dessas águas que chove no olhar!!

    Há muito mais sentimento num lágrima do que possamos imaginar!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ninguém sabe a que vertem as lágrimas, um belo entendimento. Ps.Tem um selo comemorativo dos 300 seguidores do artes e escritas esperando por você : http://selosarteseescritas.blogspot.com/2011/08/300-wwwarteseescritasblogspotcom.html
    Um abraço, Yayá

    ResponderExcluir
  4. Milene, minha doçura não sei porque meu selito não está aparecendo pra ti, mas deve ser problema no navegador mesmo. Espero que o encontre logo rsrs

    Que versos mais lindos, vc consegue tocar o coração com as palavras!!! As lágrimas vem quando nosso coração está cheio ou de tristeza ou de alegria, elas derramam o que passa lá dentro de nós.


    bjokitas pra ti com mega carinho meu! ;)

    ResponderExcluir
  5. Lágrimas sao razões de alegria e de tristeza. O que nao sabemos ao certo, sao as razões que levaram à elas, os motivos mais profundos, principalmente as de tristezas. E acho onde teu texto quis chegar, será?
    Adoro sempre tua presença virtual em meu cantinho, minha amiga, você é especial!

    ResponderExcluir
  6. E elas vertem , dependendo da hora, pelos mais diferentes motivos.

    Lindo,Milene! beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Sim Cris, é por aí mesmo, ninguém sabe o que provocou tanta tristeza, os motivos profundos que fazem com que as lágrimas caiam... nem mesmo ( nesse caso ) o próprio dono das lágrimas tem essa clareza, de tantos sentimentos e sensações misturados que tem, de tantos motivos ocultos que ele(a)poderia ter para derramar essas lágimas também... assim essas lágimas são um mistério, mesmo estando repletas de alegrias e de tristezas...de onde elas veem? Dos seus caminhos desconexos da vida que ninguém sabe quais são... Um beijo querida amiga, também gosto demais de sua presença aqui..

    ResponderExcluir
  8. Só o coração de quem as deixa cair de seus olhos poderia "tentar" definí-las. As lágrimas caem sem que possam ser controladas. Seja por alegria ou seja por tristeza. Têm autonomia, mas são belas, porque só chora quem sente.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Belíssimo Milene!
    Somente quem as vertem poderia desvendar seu mistério.
    Somente sei que elas lavam a alma em momentos de
    dor. Em momentos de alegria, elas ajudam a não
    deixar o nosso coração explodir.
    É um enigma, repleto de sentimento.
    Amei sua visita.
    Quanto à sua indagação, as frases são mesmo do livro Sinal Verde.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Milene
    Sou muito chorona, até demais! Por alegria, emoção, tristeza, compaixão... Mas a lágrima da ingratidão, de injustiça, da indiferença essa rola queimando a face e salgando sobremaneira a boca. Tocante pra caramba seu lindo poema...Mais um de tantos outros, dessa pessoinha tão especial que é você!
    Bjkas com carinho!

    ResponderExcluir
  11. Acho que sinceridade com as palavras que faz da sua poesia uma verdade, não importa quantas lágrimas vertem...

    ResponderExcluir
  12. Oi Milene!

    Sua poesia é tocante, é como uma aspiral, verso a verso vai entrando até chegar ao ponto que nos emociona!

    Realmente, embora todos sejamos capazes de verter lágrimas, ninguém sabe o que as lágrimas vertem ao certo!

    Lindo!

    ResponderExcluir
  13. Eu sei tão pouco, tão pouco... que choro até mesmo sem saber chorar.

    Visitei e amei.

    ResponderExcluir
  14. putaquepariu.
    esse é um dos raros escritos que me faz arrepiar.
    arrepiei.

    Jr.

    ResponderExcluir

Obrigada a todos pela visita e pelos comentários. Voltem sempre, =).