sexta-feira, 22 de julho de 2011

 
 Beethoven - Quarteto de cordas Op.127, primeiro movimento

Rasgos em minha alma
Em minha pele
Borbulham poesia
Retalhos por vezes
Repletos de fel
Menina saltitante e alegre
Feita mulher madura e ferida
Por tantos cacos...
Outras vezes me tocam
Os teus olhos de mel
Ecos que ouço ao longe,
Amor escancarado
Resistente ao tempo,
Impregnado por lembranças profundas
Flashes de um passado sonoro
Violinos, viola e um cello ao fundo
Densa névoa de notas,
Amargas saudades,
Tristeza infinita,
Ventania intensa
Em meus abismos secretos...

Milene. 

* Dica : Leiam o poema e ouçam a música do vídeo ao mesmo tempo, pois esses versos fazem muito mais sentido acompanhados dessa bela peça musical.

22 comentários:

  1. Gosto muito de observar outros pensamentos e poemas sobre a música, você não imagina o quanto. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Milene...
    Lindo...aliás..como tudo que vc escreve.
    Vc tem um poder de comunicação impar.
    Passa força.
    Como diz o dito: Vc não é fraca não..rs
    Todos temos um cantinho secreto onde guardamos as nossas dores.
    Não sei até que ponto isso é bom..mas muitas vezes se faz necessário!
    Um beijo neste seu coração lindo!
    MA

    ResponderExcluir
  3. Todo uma sintonia destes versos com a música...
    Adorei a mistura! ;)
    Um beijo querida Milene
    Tenhas um fim de semana repleto de luz!

    ResponderExcluir
  4. Milene, estava com saudade de ti, que bom te ver lá no meu cantinho :)eu tbm adorei aquele vestido, roxinho. rsrs

    E de quantos rasgos nossa alma está desenhada, não é? O lance é não nos perdermos no meio deles, manter o equilíbrio é a chave para melhorar o estado da alma :)

    bjokitas com carinho pra ti!!!

    ResponderExcluir
  5. quando a música inspira a palavra, o resultado é sempre uma canção. esta cantiga impregnada de memórias está muito bela.

    beijo.

    ResponderExcluir
  6. O mal das feridas na alma, é que elas doem mesmo sem vermos o machucado. O maior trabalho em amenizá-las é de quem as tem e nao de quem faz o curativo. Tem que estar a fim de cicatrizar as feridas, se nao, estarão sempre lá.
    Achei profundos esses versos. E eu sei que sao neles que derrama seus desassossegos, por assim dizer.
    Falando neles, eu também já tive uma crise existencial por conta de um amor, e foi exatamente à ele que me referi no último post. Um belo dia tudo acaba né, ufa! (para nosso alívio). Que o diga Amy Winehouse hoje... lembrei dela dentro do contexto de querer fechar feridas. Tem quem nao consiga assim como ainda terao muitos. Somos de sorte que conseguimos superar, e nós sabemos a que custo né.

    Amiga, nao precisa agradecer pela acolhida no blog, a recíproca é verdadeira, você sempre me acolhe com muita atencao nos bloguitos. Devo até te cansar, porque ultimamente ando com TOC de blogar no Cris Style todo dia, mas normalmente sou mais "calma", até pra dar tempo da pessoa que me lê, respirar.

    Um abraco de amigo daquele demorado que falei no CaFoFo viu.

    Beijinho, e um ótimo sábado!!

    ResponderExcluir
  7. Olha amiga, pensando bem, a morte da Amy já era esperada nao é. Acho todos esses gênios musicais (ela tinha uma voz linda!) eram meio desencontrados espiritualmente. Lembra do Van Gogh também que comentamos ainda dia desses por e-mail? Viver é complicado!!!
    Vim buscar o selinho também, eba, e obrigada!!!

    ResponderExcluir
  8. Tem um selo de presente para você no blog de selos do arteseescritas. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, falei em gênios musicais esquecendo você mexe com música, desculpe Mi, sinceramente nao tive a intencao de chamá-la de maluca hehe
    Van Gogh nao somente cortou a orelha como se suicidou né. A Amy, o meu Elvis (adorava) se suicidaram em vida. O que nao faz diferença :( Mas nao julgo nenhum deles, como disse, viver é uma arte, e nao das mais simples, aguenta quem puder.

    Eu acredito em você, deve ter muito músico bom, já conheci alguns, apenas nao tiveram fama.

    Beijinhosssssssss

    ResponderExcluir
  10. Milene
    Que coisa mais linda, minha querida. Realmente tem que se ler em sintonia com uma música, o efeito fica lindo!
    Super obrigada amiga, por ter me indicado pra receber esse selinho tão fofo.Adorei e já estou levando-o pro meu Amadeirado.
    Bjkas com muito carinho!

    ResponderExcluir
  11. Milene..volto para me desculpar e comentar sua postagem.
    Serei sincera com vc.
    Eu tenho uma seguidora..
    Achei que era ela quem estava escrevendo..
    Por isso comentei como se ja conhece vc a tempo.
    Me perdoa?

    Começo tudo de novo..
    Realmente o seu poema é lindíssimo!
    Somos um mix de tantas coisas... Como disse no comentário..
    Todos temos um cantinho secreto onde guardamos as nossas dores.
    Não sei até que ponto isso é bom..mas muitas vezes se faz necessário.
    E a musica postada..maravilhosa!
    Parabéns..
    Bj
    MA

    ResponderExcluir
  12. Ma fica Relex! A gente ás vezes se confunde mesmo... o importante é que vc veio parar aqui né... Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ao ler tua poesia que eleva para lugares inusitados esses são os mistérios da musica e da poesia elas vão longe levam seus versos onde jamais pensávamos e assim acontece tocam corações distantes com uma intensa emoção.

    ResponderExcluir
  14. Mile, me add, vfroma@gmail.com

    Garanto te fornecer muita música boa. =D

    ResponderExcluir
  15. Depois comento, pois o vídeo não está passando aqui no meu computador, estou ansiosa... bsjs

    ResponderExcluir
  16. Oi Mileeenee!!

    sabe fiquei curiosa pra ver teu abajour? Deve ser muito fofo! E eu tenho uma mania de luminária, abajour, que cê nao imagina.
    Amiga, obrigada pelo elogio, mas nao sei fazer verso e nem poesia, quem dera! E a maioria do que posto já tem algum tempo, antes alterava alguma coisa ali e aqui, mas agora deixo do jeito que tava. Eu "viajo" bastante também quando escrevo algumas coisas... mas nao sinto mais saudade do tal amor, aliás, nao sinto nada. É estranho um dia termos sentido tanto por uma pessoa, e no outro dia, nada. Mas ainda bem é assim, nem acredito, foi uma luta esquecer!

    Quanto ao CaFoFo, eu tirei o link do novo endereço no blogspot, que ia direto no novo, por isso nao achou. O endereço novo é http://sou-da-cris.nets.at/

    Boa semana Mi!
    (vai usar a fotinho do piano no próximo post?)

    ResponderExcluir
  17. Caracaaaa, arrepiante!!!! Arrasou em mais uma, Mi! Existe forma mais bela de expressar a arte do que conectar música na antítese de um poema? Cito "antítese" pq nas lembrancas (mesmo na beleza que há através de uma nota musical ou nos versos de um trovador), há o amor e o abandono, o passado e o futuro, lembrancas e expectativas, felicidade e tristeza, ventania e sossego! Mas quando se pode associar uma musica à lembranca de um momento, é praticamente impossível esquecer-se dele, mesmo com o decorrer do tempo!


    Estudar piano deve ser lindooooo, tem que ter muita paixao, inspiracao e sensibilidade pra tocar adiante, paguei um pau proce!!!! Todos os movimentos da arte me deixam loucona, arrepiada!!!

    Pra nao dizer que é "lindo", vou afirmar que é Sensacional o poema!

    Beijokonassssss!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá , Milene !

    Que bacana esse vídeo ,Beethoven para mim é impagável.

    Obrigado pelo simpático gesto de me ofertar um selo tão bacana. vou guarda-lo com todo carinho na lateral do meu blog .

    Um beijo grande , querida !

    ResponderExcluir
  19. Olá, Milene. Preciso criar um email para o blog, ainda não tenho. Uma dica para as postagens de selos e links: eu uso o Windows Live Writer. Agradeço a gentileza e o comentário. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  20. Bom dia, flor do dia! :)

    quando tiver um tempinho, me mostre sim foto do tal abajour. Aquela foto achei num link onde sempre procuro fotos e quando a vi, pronto, foi paixão a primeira vista, tinha tudo a ver com o post.

    Então, o pensamento da Glória Perez vem muito de encontro ao que eu penso agora, e nao achei nenhum outro melhor pra expressar. A vida é um ciclo e natural que seja assim, com começo e fim. Duro de aceitar sim.

    beijos poeta musical :=)

    ResponderExcluir
  21. Milene querida, eu estava com saudade de tu, que bom que voltou IUPIIIIIIIII!!!
    Que sua semana seja iluminadérrima minha flor,
    bjokitas com master carinho meu!
    :)

    ResponderExcluir
  22. Salvar-te dele, se si própria e até de minhas ótimas intenções,
    Ver-te renascer prazerosamente sem olhar para trás,
    Solta, livre, leve, louca (mas do que já és), coração autosuficiente,
    Folha em branco renascida onde nada foi escrito,
    Paradoxo de uma virgem experiente, que surge das cinzas...minha Fênix...

    Vestir uma armadura, resgatar seu coração sequestrado e devolvê-lo a ti, mas antes apertá-lo contra o meu só um pouquinho e ver como a temperatura sobe só com sua alma apenas (não ouso nem me atrevo a pensar em mais nada - matar-me-ia com certeza)

    E te ver, agora, rediviva, inteira, olhar não só para trás, mas para a frente, cima, baixo e todas as direções,
    E te contemplar explodindo de prazer, qual fogos de artifício, com as novas visões que irá colher de todos os lados,
    Ao passo em que eu e todas as platéias dos teatros mundiais explodimos num gozo múltiplo e contínuo ao te ver tocar e nesse tocar "ouvir" o seu Ser Prazeroso...transfigurado.


    Pensamentos suscitados pela menina dos olhos de animal, em meio à embriaguêz provocada por seus poemas, todas as suas palavras, a lembrança de sua interação e a visão estimulante de sua imagem.

    Príapo dos Santos Prazeres

    ResponderExcluir

Obrigada a todos pela visita e pelos comentários. Voltem sempre, =).