segunda-feira, 11 de abril de 2011



















A alma do mundo, está em mim,
E nela ando procurando um lugar,
Em meu secreto encontro,
intimamente me vejo, sem que me vejam...
Sinto a solidão, de meu pequeno refúgio
na música que toca.
Procuro o que há, em comum em nós,
Fujo do raso, almejo a profundidade.
Sou alegre e triste a um tempo,
por sentir tanto, por amar sem querer,
por esperar, sem saber o que.
Sou filha da vida, que se fez em mim - 
cigana sem rumo,
e dos sons
que me trouxeram aqui.

Milene.

11 comentários:

  1. Vens sem rumo pelo ar, como os sons, e eu aspiro-te como sopro de vida. Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Gosto da profundidade do sentir!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Labirintos da vida mãe. Tão poético, profundo, lindo!

    Milene,
    Venho agradecer tua presença mais do que especial em meu espaço.
    Mas me deparei agora, outra vez, com um maravilhoso refúgio, que é aqui. Obrigada eu.

    Um beijo da fã,

    Ana M.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Ana pela sua presença aqui também. O seu cantinho é para mim também um lindo refúgio... suas palavras são sempre inspiradoras. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Milene, gostei da tua poesia.
    Li alguns poemas e vi que tens talento. Parabéns.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Mergulhar fundo nas emoções é coisa de poetas. Um pingo d'água pode possuir a profundide necessária, mas é preciso atingi-la em toda sua plenitude para se compreender isso. Muito bonito seu poema, Milene.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Milene,

    É lindo o teu poema doce poeta!...


    Beijos meus,
    AL

    ResponderExcluir
  8. Obrigada a todos amigos pela presença aqui, suas palavras são sempre um incentivo para mim, beijos!

    ResponderExcluir
  9. Milene,

    A alma do mundo também está em mim... Sinto assim, como se carregasse a essência do mundo inteiro aqui dentro.

    Vim aqui retribuir a sua visita e o seu gentil comentário. Bom que você me encntrou e me deu a oportunidade de conhecer um pouco dos seus versos. Lindos versos, por sinal. Adorei! Voltarei aqui outras vezes.

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada a todos pela visita e pelos comentários. Voltem sempre, =).