sábado, 12 de fevereiro de 2011

Te chamo, marcos meus passos, acolho o mundo
única ando em palavras e sons
se vejo cinza tudo é cinza,
se vejo rosa, tudo é rosa
acredito e te ganho,
sem crer, tudo já perdi sem querer.
Nos olhos está o feio e o belo,
o doce e o amargo que queima
posso chorar com a criança que chora
ou rir dela e de mim.
Na vida que sinto
imagino, vejo e sou
escolho o que sou e vejo
a vida ou a morte,
os sonhos que quero real
o passado e o futuro
olho nos olhos e faço.

Milene.

4 comentários:

  1. Vim visitar e dar meu apoioooooo... deixando um bjo grande...

    "...Nos olhos está o feio e o belo,
    o doce e o amargo que queima..." adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  2. Bom te ver debutando na blogosfera, rs. Seria injusto guardar tantas coisas que vc escreve, (e muito bem), só pra vc. Tem mais um seguidor, um beijo enorme.

    ResponderExcluir
  3. Nos olhos está o feio e o belo...
    O poeta húngaro Imre Madach disse: "O Bem,o Mal... tudo igual".
    Forte e forte...

    ResponderExcluir
  4. Lindos demais. Estou encantada com seu talento!

    ResponderExcluir

Obrigada a todos pela visita e pelos comentários. Voltem sempre, =).